5 dicas para saber qual curso fazer aos 50 anos

Pensando em retomar os estudos? Essa atitude pode trazer inúmeros benefícios para a sua saúde mental. Além dos benefícios para a sua carreira e realização pessoal. Mas se você optou por esse caminho, talvez esteja se perguntando qual curso fazer aos 50 anos. Para te ajudar nessa decisão, separamos algumas dicas simples. 

Afinal, as dúvidas sobre carreira e estudos aparecem independente da idade. Seja em um jovem que acabou de terminar o Ensino Médio ou em pessoas mais experientes. A vantagem dos mais velhos, porém, é poder contar com muito mais experiência de vida. Já que o autoconhecimento é um dos elementos centrais na hora de decidir qual curso fazer aos 50 anos. 

Aliás, antes de pular para nossas recomendações, vale lembrar que a FMU Centro Universitário está de portas abertas esperando por você, independente do momento da vida no qual você decidir estudar! 

Como escolher qual curso fazer aos 50 anos?

1 – Entenda seus objetivos

Essa dica serve para qualquer idade, mas ela se torna especialmente importante entre quem passou dos 50. Afinal, existem muitos fatores que fazem uma pessoa retomar os estudos e entendê-los faz toda a diferença na hora de escolher o curso.

Por isso, entenda bem por que você decidiu fazer um curso agora. Seus objetivos são profissionais ou apenas de realização pessoal? Você tem intenção de ser remunerado pelo serviço que vai prestar depois de formado? Ou já está confortável com a renda que tem hoje? Tudo isso pode influenciar na hora de decidir qual curso fazer aos 50 anos. 

2 – Invista em autoconhecimento

Mais uma dica que vale para todas as idades. Mas, neste caso, fica um pouco mais fácil para quem já está na meia idade.

Isso porque você provavelmente já tem uma carreira e talvez tenha feito outros cursos antes. Além da maturidade natural, que todo mundo adquire com as experiências da vida. 

Por isso, coloque todo esse conhecimento em prática para compreender o que vai te fazer mais feliz. E, se estiver sentindo dificuldade para tomar essa decisão, considere também procurar um psicólogo especializado em orientação vocacional. 

Muita gente acredita que esse tipo de profissional atende apenas adolescentes saindo do Ensino Médio. Mas a verdade é que eles são capacitados para ajudar pessoas de todas as idades, seja na escolha de um novo curso, mudanças na carreira ou até durante a adaptação para a aposentadoria.

Também faça testes vocacionais e procure listar suas intenções com o curso, suas habilidades e as áreas que você gostaria de estudar. Depois, avalie quais pontos mais aparecem e quais cursos podem se encaixar neles. 

3 – Decida quanto tempo você vai dedicar

Outro detalhe que você precisa prestar atenção quando for decidir qual curso fazer aos 50 anos é o tempo que você vai dedicar a essa atividade. 

Se você já tem uma vida tranquila, com filhos grandes e uma carreira estável, pode ser que consiga ter mais tempo para uma nova graduação. 

Por outro lado, se a sua vida é muito corrida e seu trabalho exige muito esforço, talvez um curso de 4 anos ou mais seja complicado de terminar. 

Então leve tudo isso em consideração na hora de fazer a sua escolha. Existem muitos cursos tecnólogos, que possuem uma formação mais rápida que os bacharelados, assim como aulas à distância que podem servir para quem tem uma vida agitada. 

4 – Procure saber mais sobre o curso

Depois de pensar bastante sobre os seus objetivos pessoais e as coisas que deseja aprender, você deve ter uma lista em mãos de opções. Não consegue decidir entre elas? Tudo bem, muita gente já passou pela mesma situação. 

Pesquise bastante sobre o curso, veja se ele se encaixa na sua rotina e se vai ser prazeroso para você. Afinal, aprender pode trazer muitas vantagens nesse momento da vida e, na maioria das vezes, não vale a pena transformar esse processo em um estresse. 

Veja o que outros acadêmicos estão falando sobre as aulas e procure saber qual a grade curricular. Também descubra se existem exigências como Trabalho de Conclusão de Curso ou Estágio Obrigatório, pois isso pode influenciar na sua decisão. Principalmente se a ideia é conciliar os estudos com o seu trabalho regular. 

5 – Pesquise sobre a universidade

Por último, não esqueça de pesquisar bastante sobre a instituição de ensino na qual você vai estudar. Tão importante quanto saber qual curso fazer aos 50 anos é ter certeza que você optou por uma faculdade que realmente vai acrescentar novos conhecimentos na sua vida. 

Procure saber qual é a infraestrutura disponível, tanto digital quanto física. Afinal, muitas instituições já oferecem bibliotecas virtuais e outras vantagens online para o aluno estudar nos momentos que forem mais convenientes. 

Confira também qual é o currículo dos professores e se eles têm realmente experiência na área. E não esqueça de pesquisar as avaliações de alunos que já se formaram nessa universidade!

Tudo isso vai te ajudar na hora de escolher qual curso fazer aos 50 anos, mas vale também para todas as idades. O que importa é ter muita disposição para estudar e continuar avançando na jornada sem fim que é o conhecimento.