Oxímetro: mede oxigênio no sangue, pode ajudar em caso de coronavírus

Oxímetro: mede oxigênio no sangue, pode ajudar em caso de coronavírus

O coronavírus têm se espalhado cada vez mais rápido pela população brasileira e pelo mundo. O que os médicos buscam hoje, além de uma vacina, é poder detectar a doença o mais cedo possível e garantir que o paciente sobreviva.

A respostas para obterem um resultado com mais exatidão antes do agravamento da doença está mais perto do que eles pensam: o oxímetro. Um equipamento médico que pode facilmente ser comprado por qualquer pessoa em uma loja de produtos hospitalares.

Mas, lembre-se, o oxímetro não é um equipamento que qualquer pessoa vai saber ler e, caso algo seja interpretado errado e você acaba indo ao hospital por causa disso vai correr riscos desnecessários e, dessa forma, contrair uma doença que você não tinha.

Conheça agora o oxímetro e como ele pode ajudar no combate ao covid-19.

O COVID-19 E O OXÍMETRO DE PULSO

O coronavírus, covid-19, começou a se espalhar por meados de 2019 na China e em pouco tempo chegou a vários outros países, tornando-se hoje uma pandemia. Casos leves e altamente graves são detectados mundo a fora e no Brasil, como em outros países, já se começa a pensar em uma forma de detectar as ações do vírus antes do agravamento.

O médico de emergência dos EUA, Richard Levitan, parece ter encontrado a solução para esse problema utilizando de um pequeno equipamento criado para medir a oxigenação no sangue dos pacientes.

Sabe-se que o vírus covid-19 provoca sérios problemas respiratórios, uma forte pneumonia que, se agravada, as chances do paciente são relativamente baixas sem o tratamento correto. Nesses casos, são utilizados ventiladores pulmonares para manter o infectado respirando e possibilitando o tratamento.

Mas, e se a pneumonia do coronavírus pudesse ser detectada antes que evolua para um caso grave?

OS MÉDICOS APOIAM O USO DO OXÍMETRO

Segundo médicos que responderam à reportagens de mídias informativas online, o oxímetro de pulso poderia sim ser usado para detectar o vírus antes começasse a agir de forma grosseira no organismo do infectado, aumentando as chances de cura.

Mas, ainda segundo eles, apenas um profissional treinado poderia dizer algo sobre o resultado indicado pelo aparelho, fazendo a medição correta evitando enganos de leitura realizados por pessoas não capacitadas.

PNEUMONIA CAUSADA PELO CORONAVÍRUS

Para que seja possível entender melhor o papel do oxímetro na detecção do coronavírus, é importante informar sobre o papel do sangue, além de irrigar nosso corpo. O sangue transporta oxigênio, indispensável para a nossa saúde.

Geralmente, o sangue transporta cerca de 96% de oxigênio, uma taxa alta, por todo o corpo. Para os médicos, quando essa taxa de concentração de oxigênio no sangue começa a cair já é sinal de que algo está errado.

Se, por exemplo, o sangue possuir apenas 92% de saturação de oxigênio, é um sinal alarmante para os médicos. Casos abaixo de 89% são considerados graves. Considerando os sintomas do covid-19, espera-se que o oxímetro de pulso consiga medir corretamente a taxa de oxigenação do sangue.

Assim, revelando a ação do vírus no organismo do paciente.

QUEM PODE COMPRAR E UTILIZAR O OXÍMETRO?

Qualquer loja de produtos médicos hospitalares possui oxímetros a venda. A compra pode ser realizada sem receita e facilmente todos tem acesso. Seu uso, no entanto, não é recomendado para pessoas que não sejam médicos, como já citado.

Quem optar por adquirir o equipamento deve pedir orientações médicas e ser acompanhado nas medições por um especialista da saúde.

CONTRADIÇÕES DO COVID-19 E A CONFUSÃO NO OXIMETRO

O novo coronavírus é um vírus ainda desconhecido, em estudos. Por isso, muitas variantes duvidosas fazem sua detecção mais complicada. Como, por exemplo, um paciente com falta de ar pode não ter queda alguma na oxigenação do sangue.

Em casos como esse, a atenção é voltada para os outros sintomas do covid-19.

LEVITAN RECOMENDA

O médico de emergência, Richard Levitan, fez algumas recomendações quanto ao tipo de paciente que deve utilizar o oxímetro para acompanhar o agravamento da doença, são eles:

  • Pacientes já testados positivos;
  • Pessoas que apresentem os sintomas;
  • Pessoas que realizaram o teste rápido (sua precisão é baixa, por tanto, existem cerca de 30% de chance de que o resultado seja incorreto).

O Pneumologista do Hospital Sírio-Libanês, André Nathan, também faz recomendações quanto aos pacientes que precisam utilizar o oxímetro.

  • Pessoas do grupo de risco com mais de 60 anos;
  • Pessoas com doenças crônicas cardiovasculares ou respiratórias.

COMO SE PREPARAR PARA A MEDIÇÃO

A precisão do equipamento depende da ausência de alguns detalhes, como o esmalte de unha, que dificulta a passagem da luz de medição do aparelho. Por tanto, faça o seguinte:

  • Caso tenha esmalte nas unhas, retire-o;
  • Aqueça suas mãos e nunca faça a medição enquanto estiverem frias.

O OXÍMETRO, COMO FUNCIONA?

O oxímetro de pulso possui a aparência de um grampo de roupas, como os usados para colocar as vestimentas no varal. Este pregador é colocado em seu dedo onde um feixe de luz é lançado através da sua pele.

Está luz identificará quanto oxigênio está sendo transportado pelo seu sangue.

10 hábitos para cuidar da saúde e da sua família

10 hábitos para cuidar da saúde e da sua família

Você já parou para pensar como está a qualidade de vida da sua família? Ou o que vocês estão fazendo para manter o corpo e a mente em equilíbrio e ter uma vida saudável?

 

Se a resposta foi não, saiba que existem diversas coisas capazes de mudar o nosso bem-estar e nos proporcionar dias melhores. E se a resposta foi sim, não custa nada aprender práticas novas para garantir uma saúde ainda melhor, não é mesmo?

 

Nos itens a seguir, nós damos algumas dicas de coisas simples de como cuidar da saúde, mas que às vezes passam despercebidas na correria do dia a dia. 

 

Às vezes você até coloca algumas delas em prática, mas será que está fazendo do jeito certo? Que tal conferir o conteúdo abaixo para saber o que pode mudar na sua rotina e na da sua família também?!

 

Coma bem

Primeiro de tudo, pare e pense: eu costumo comer rápido ou devagar? 

 

Se você pensou “rápido” precisa mudar esse hábito a partir de agora. Saiba que ter uma refeição tranquila é muito importante para o seu corpo, portanto, se você come correndo e não mastiga direito os alimentos o seu corpo pode não fazer a digestão das enzimas corretamente. 

 

Além disso, evitar exagerar nas carnes vermelhas, que são de difícil digestão, e manter uma alimentação saudável incluindo no cardápio fibras, frutas e verduras é muito importante para a qualidade de vida.  

Durma bem

 

Se você e a sua família têm dias com muito afazeres, certamente precisão recarregar as energias aguentar a rotina. E mesmo que não tenham dias cheios, o sono regulado é um ótimo aliado para uma vida saudável.

 

Dados do Instituto do Sono apontam que 63% da população adulta do Brasil têm alguma queixa ligada ao sono, como por exemplo a insônia. E um dos principais motivos que estão relacionadas a isso é o estresse provocado pelo dia a dia agitado.

 

Para ter uma noite bem dormida você pode colocar em prática algumas dicas:

 

  • Se organize para ir para cama todos os dias no mesmo horário;
  • Procure não ingerir álcool ou bebidas e alimentos com cafeína como café, chás e chocolates. A cafeína tem efeito estimulante e acaba interferindo no sono;
  • Se alimente pelo menos 3 horas antes de deitar para garantir que a digestão tenha sido feita antes de você dormir;
  •  Pare de usar o celular pelo menos 30 antes de deitar-se. Além de a luz da tela atrasar o início do sono, as redes sociais são psicologicamente estimulante, fazendo com que você tenha dificuldades para se desligar”;
  • Caso demore mais de 30 minutos para dormir, tenha calma e não se estresse. O ideal é fazer algo relaxante e que distraia como ler um livro ou ouvir uma música tranquila.

 

Colocar em ação as sugestões acima e motivar sua família para que eles façam o mesmo com certeza proporcionará a vocês uma importante melhora na qualidade de vida.

Pratique exercícios

 

Além de fazer bem para o corpo, as atividades físicas são extremamente benéficas para a saúde mental. O hábito de praticar exercícios diariamente diminui os níveis de ansiedade e estresse em geral, que é um dos principais pilares na qualidade de vida das pessoas.

 

Agora, pensando pelo ponto de vista de cuidar da saúde física, os riscos de desenvolver diabetes, hipertensão, obesidade e doenças cardiovasculares são bem maiores quando as pessoas levam uma vida sedentária. 

 

Por isso, é indicado caminhar, correr, ou pedalar, por exemplo, pois eles são exercícios que não demandam muito tempo e podem ser feitos sempre!

Tome bastante água

Consumir água de forma regular durante o dia é essencial para manter manter uma vida saudável. Mas você sabe qual é a quantidade ideal?

 

A quantidade de água que precisamos beber diariamente varia, mas para suprir todas as necessidades do corpo e manter as funções básicas do organismo, é indicado tomar 2 litros todos os dias. 

 

O correto é não esperar ter sede para beber água, assim como não é certo esperar ter fome para comer. O adequado é comer de 3 em 3 horas e manter uma alimentação saudável e, para atingir os 2 litros de água, deve-se tomar 8 copos diários.

 

Veja alguns benefícios da água para uma vida saudável: 

 

  • Regula a temperatura corporal;
  • Desintoxica o corpo;
  • Absorve e transporta nutrientes;
  • Ajuda a emagrecer;
  • Permite uma pele mais bonita.

Pratique meditação

 

A meditação é uma técnica capaz de trazer concentração, tranquilidade, relaxamento e foco no presente. Ela pode ser praticada por qualquer pessoa proporcionando benefícios físicos, mentais e espirituais caso aliada a religião.

 

O hábito de meditar pode diminuir o desconforto de quem tem a mente no automático e precisa de algo para desacelerar. Além disso, ajuda a melhorar a qualidade de vida de pessoas com insônia, ansiedade, depressão, dor crônica e câncer.

 

Na internet existem diversos vídeos ensinando técnicas de meditação, que tal começar hoje mesmo?

Tenha mais contato com a natureza

 

Manter contato com a natureza pode ampliar nossa longevidade, segundo o levantamento feito pela Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos. A prática oferece diversas vantagens, como o controle da pressão arterial e melhora da qualidade do sono. 

 

É importante deixar a tensão e a correria da rotina de lado às vezes e buscar alternativas de estar mais perto do meio ambiente. Existem diversas opções para todos os tipos de gosto, desde as mais tranquilas para quem é mais calmo e as agitadas, para quem curte aventura.

 

Veja as opções:

 

  • Brincar com a família de caça ao tesouro na natureza;
  • Plantar mudas de flores;
  • Fazer trilhas;
  • Montar um piquenique no parque;
  • Praticar ciclismo;
  • Fazer Arvorismo;
  • Praticar Rafting.

 

Todas essas atividades proporcionam muitos benefícios para a saúde física e mental, além de  reduzir o stress, melhorar a memória e ajudar na concentração.

Respire mais profundamente

A nossa respiração é essencial para manter o bom funcionamento dos pulmões e de do nosso corpo, mas será que você está respirando da maneira correta?

 

Apesar de ser uma atividade involuntária do corpo, existem pessoas que respiram de forma errada, o que pode causar muitos malefícios para a saúde como a falta de energia, baixa concentração, fadiga, acúmulo de toxinas e sono de má qualidade.

 

Para evitar os problemas citados acima, siga as técnicas para uma boa respiração diafragmática: 

 

  • Primeiro, sente-se em um ambiente calmo para você conseguir se concentrar;
  • Reserve pelo menos 10 minutos para praticar o exercício;
  • Coloque as mãos sobre a “boca do estômago” e inspire todo o ar que puder, utilizando o seu nariz. Veja a expansão do seu abdômen se enchendo;
  • Agora expire lentamente pela boca, desinchando a barriga;
  • Repita o exercício por diversas vezes até completar os 10 minutos.

Cuide da mente 

As pessoas sempre se lembram de cuidar do físico, mas acabam esquecendo que a mente também faz parte da nossa saúde. É muito importante manter os dois em equilíbrio para uma qualidade de vida melhor.

 

Você sabe o que deve fazer para ter uma saúde mental equilibrada? Confira algumas dicas que podem te ajudar: 

 

  • Cuide de sua autoestima;
  • Pratique meditação;
  • Tenha compromissos com o lazer da mesma forma que tem com o trabalho;
  • Se estiver angustiado tente colocar para fora o que sente, seja conversando com alguém ou escrevendo, por exemplo. O importante é não internalizar os sentimentos;
  • Estabeleça horário para dormir e acordar;
  • Tenha sempre pensamentos positivos.

 

Seja mais otimista

 

Como acabamos de falar no tópico acima, deixar os pensamentos negativos de lado e pensar sempre no lado bom das coisas é algo importantíssimo para a sua saúde. 

 

O pensamento pessimista influencia completamente no estado físico e emocional, por isso devemos nos atentar nas melhores formas de lidar com eles.

 

Quando nós focamos em enxergar as coisas por uma ótica otimista e construtiva, naturalmente nossa maneira de pensar se torna positiva.

 

Que tal tornar colocar o otimismo como um exercício diário?

Ir ao médico periodicamente

Mesmo seguindo todas as dicas acima, é indispensável ir ao médico e realizar exames periódicos. O apoio do profissional garante que todo o trabalho que você coloca em prática diariamente realmente funciona. 

 

A consulta de rotina serve para acompanhar o bem-estar, e não é necessário se sentir mal ou esperar ter algum sintoma surja recorrer a uma clínica médica. 

 

Ir ao consultório dentário também é extremamente importante para uma manter a saúde bucal em dia. Em casa o certo é garantir a higiene escovando os dentes todos os dias e passando fio dental, mas só o dentista saberá se você precisa ou não de algum tratamento dentário.

 

O ideal é investir em um convênio e também em um bom plano odontológico familiar, assim você se assegura sua saúde e da saúde de quem você ama.

Foco na missão

Agora você já sabe, né? Não é apenas a alimentação saudável e os exercícios que te fazem ter vitalidade. É preciso muito mais!

 

Com todas as dicas acima não tem como não ter uma boa qualidade de vida. Portanto, mantenha-se focado em cuidar da saúde nunca deixe seu corpo e mente de lado.

 

Conteúdo produzido por Beatriz trevizoli, Link Builder na Ideal Odonto.

 

Por que o sexo é doloroso para as mulheres? Como um ginecologista pode ajudar?

Por que o sexo é doloroso para as mulheres? Como um ginecologista pode ajudar?

A dor durante a relação sexual é muito comum – estima-se que 3 em cada 4 mulheres a experimentam em algum momento de suas vidas, de acordo com o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas . O sexo doloroso (chamado dispareunia) ocorre de várias formas diferentes: algumas mulheres só sentem dor na penetração, enquanto outras experimentam problemas apenas durante as investidas profundas. Em certos casos, a dor ocorre sempre que algo entra na vagina, incluindo um tampão.

Estas são algumas das causas mais comuns de dispareunia e seus tratamentos.

Condições que envolvem a vagina

Existem várias condições ou lesões diferentes na área vaginal que podem ser responsáveis ​​por relações sexuais dolorosas, de acordo com a Cleveland Clinic.  Esses incluem:

Vaginite

Esta é uma infecção bacteriana ou levedura que causa queima, secreção e coceira. Podemos determinar a fonte do problema e prescrever medicamentos apropriados . Lembre-se de que um antibiótico só terá êxito se a fonte do problema for bacteriana, e o uso excessivo desses medicamentos pode dificultar o tratamento dessas infecções no futuro.

Lesões vaginais

Elas estão mais frequentemente relacionadas ao parto, principalmente devido a lágrimas ou uma episiotomia, e também podem afetar a vulva. Se você teve um bebê recentemente e teve dispareunia, deve esperar um pouco mais antes de continuar a atividade sexual.

Anomalias congénitas

Qualquer problema estrutural presente desde o nascimento pode causar dispareunia. Algumas mulheres têm uma condição chamada agenesia vaginal ou uma vagina que ainda não se formou completamente. Outra anormalidade é o desenvolvimento de um hímen imperfurado, embora seja uma condição relativamente rara, de acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina .

Menopausa

Durante a menopausa, a vagina perde parte de sua elasticidade e umidade. Os tratamentos podem incluir terapia de reposição hormonal , uso de lubrificantes solúveis em água ou preliminares estendidas. Existem também outras alternativas, como cremes de estrogênio, anéis ou outros medicamentos.

Vaginismo

Essa condição causa espasmos e contração dos músculos vaginais. Não apenas torna o sexo doloroso, mas também pode causar problemas ao tentar inserir um tampão ou durante um exame de Papanicolaou.

Embora o vaginismo seja relativamente comum, muitas mulheres têm vergonha de conversar com seu médico sobre sua condição, então os pesquisadores acreditam que isso afeta mais mulheres do que as estatísticas preliminares demonstram.

Segundo a Cleveland Clinic , condições físicas e psicológicas podem contribuir para o vaginismo, como:

  • Ter sido vítima de abuso sexual passado
  • Ansiedade ou medo do sexo
  • Ter sido vítima de agressão sexual
  • Emoções negativas em relação à atividade sexual
  • Exercícios de Kegel
  • Dilatadores vaginais
  • Cremes anestésicos que podem ser usados ​​temporariamente
  • As vítimas d e abuso sexual podem se beneficiar com a consulta de um conselheiro especializado no tratamento dos efeitos psicológicos resultantes da violação

Condições que envolvem o útero

Quando há anormalidades no útero, o sexo pode se tornar desconfortável ou muito doloroso. Essas condições incluem:

  • Tumores fibróides, que podem precisar ser tratados por um procedimento chamado miomectomia. (Para mais informações sobre miomectomia, você pode ler essas informações na Clínica Mayo .)
  • Endometriose, que pode exigir tratamentos hormonais ou cirurgia por excisão.
  • Gravidez ectópica, que pode ser tratada com medicamentos ou cirurgia.

Outras causas de relações sexuais dolorosas incluem…

  • Infecções cervicais
  • Doenças sexualmente transmissíveis
  • Doença inflamatória pélvica
  • Afecções genitais da pele
  • Cistos ovarianos

O sexo não precisa ser doloroso

Uma vida sexual saudável e prazerosa cria um vínculo entre você e seu parceiro. Existem várias causas potenciais de dispareunia e são tratáveis. Por favor, fale conosco se você sentiu dor durante o sexo, para que possamos ouvir suas preocupações e discutir suas opções de tratamento.

Encontre Conhecimento Nos Livros Para Meditar

Encontre Conhecimento Nos Livros Para Meditar

A meditação não é uma partida do mundo, mas vice-versa. Está mais perto disso, de entender, de amá-lo e de transformá-lo. Esses livros para meditar podem ensiná-lo a fazer isso e aproveitar todos os benefícios que esta arte tem para a nossa saúde.

A meditação é uma técnica cada vez mais usada para gerenciar o estresse, controlar a atenção e esclarecer idéias. Além disso, é uma ferramenta extremamente eficaz para manter o equilíbrio perfeito entre corpo e mente. Com os livros para meditar você consegue treinar e compreender sua amplitude.

Em certo sentido, todos estamos meditando, embora não tenhamos consciência disso. Por esse motivo, aprender a fazer isso de propósito pode ser ainda mais benéfico. A meditação é uma maneira de ouvir a voz da nossa alma, e os livros para meditar nos dão esse benefício.

Livros para meditar – Sendo ninguém, indo a lugar nenhum de Ayia Hema

Este é um dos grandes livros para meditar que se tornou um clássico na literatura budista moderna. Ayia Khema era uma freira e professora budista, muito dedicada ao envolvimento das mulheres na prática do budismo.

Tendo estabelecido vários centros ao redor do mundo, Hema escreveu estes livros para meditar como um guia, como resultado de muitos anos de estudo no Ocidente. Neste livro, ela explica os princípios básicos do budismo de maneira simples, moderna e moderna. 

Mergulhe no karma e mostre problemas quando meditar ou como fazê-lo. Depois de ler este trabalho, você pode aprender os ensinamentos básicos da meditação.

 

Livros para meditar
Livros para meditar

Livro – O impostor de Michael Langford

Michael Langford conseguiu colocar em seus livros para meditar, especificamente esse livro como número um na lista dos mais vendidos. Talvez seja por isso que muitas pessoas a consideram uma bíblia para meditação.

Em 13 capítulos relativamente curtos, ele explica em que consiste a introspecção passo a passo. Como se este fosse um manual de instruções. Sua linguagem peculiar e divertida, com grande simplicidade, transmite como podemos parar de sofrer e aproveitar a vida.

Este é um dos livros para meditar mais recomendados para lidar com problemas do ego. Também ajuda a lidar com a extrema ansiedade sobre coisas que não valem a pena. Ele sugere que gastemos essa energia interna em concentração e introspecção.

Livro – Meditar de Vicente Merlot

Esse autor sabia como tornar estes livros para meditar muito mais que um extenso guia de meditação. A coisa mais valiosa que ele tem é, sem dúvida, o seu valor prático. Seu caráter didático é o resultado dos cursos de iniciação e meditação ministrados por este autor.

Por um lado, ele aborda exaustivamente os aspectos mais básicos, tanto no budismo quanto no hinduísmo, sempre apoiando a meditação como um fio condutor. No entanto, isso permite que ele use seus ensinamentos em meditação sob a orientação de si mesmo, que está no final de cada capítulo.

Livro – Atenção plena para iniciantes de John Kabat Zinn

Apesar do fato de hoje estar muito na moda, a atenção plena é praticada há anos como uma técnica de meditação semelhante à atenção plena. Nesse caso, John Kabat Zinn conduz uma série de lições práticas em sabedoria e compaixão.

Sem dúvida, este é um dos livros para meditar que você não pode perder se quiser se cuidar. Suas diretrizes o ajudarão a iniciar um processo de transformação holística, completa e curativa por dentro e por fora.

4 Tipos de Nebulização para sinusite

4 Tipos de Nebulização para sinusite

A sinusite é uma doença inflamatória dos seios nasais, a qual pode ser aguda ou crônica. Ao adquirir essa condição, o paciente pode necessitar de tratamento com nebulização. Confira aqui neste artigo quais os 4 tipos de Nebulização para sinusite.

Nebulização para sinusite

Durante a nebulização, o paciente deve estar sentado e na vertical, deve respirar a uma velocidade normal e não deve falar.

Antes de um paciente começar a usar um nebulizador regularmente em casa, um primeiro tratamento deve ser realizado sob a supervisão de uma enfermeira ou similar.

Anteriormente, a solução a ser nebulizada deve ser preparada alguns momentos antes de iniciar o tratamento e de acordo com as orientações médicas. O paciente deve saber a dose exata do medicamento de que precisa.

Como funciona o nebulizador e quais os cuidados?

Os nebulizadores são encontrados em loja de equipamentos médicos, e podem ser classificados de acordo com o tipo de compressor usado para gerar as partículas que precisam ser inaladas.

Os sistemas de nebulização são compostos de uma câmara de nebulização onde o líquido a ser pulverizado é introduzido e o aerossol é gerado, e uma fonte de energia necessária para operar o nebulizador.

Um dos riscos associados ao uso de nebulizadores é o de infecção pulmonar, portanto o reservatório deve ser limpo sempre que for usado.

No final de uma nebulização, todas as partes do sistema devem ser desmontadas para lavá-las com água quente e sabão. Posteriormente, eles devem ser clarificados, secos e armazenados em local seco.

Em equipamentos padrão, é aconselhável trocar os tubos, máscaras e bicos a cada três a seis meses, embora haja equipamentos mais duráveis.

Tipos de nebulizadores para sinusite

Nebulizador compressor ou jato

É o nebulizador mais solicitado em loja de equipamentos médicos, bem como o mais difundido em todo o mundo.

Seu tamanho é geralmente variável, existem grandes e muito pequenos. Embora sejam muito eficazes, alguns tendem a produzir algum ruído, o que pode perturbar o paciente durante o uso.

As versões mais modernas deste tipo de nebulizador não fazem barulho.

Como fonte de energia, eles usam um compressor de ar mecânico ou um gás comprimido (ar ou oxigênio).

Partículas grandes impactam com telas, uma ou várias, estrategicamente colocadas e voltam correndo para a câmara de nebulização, enquanto partículas menores são levadas ao paciente.

Quanto maior o fluxo, no qual o aerossol foi gerado, menor o tempo de nebulização e o tamanho das partículas, maior o depósito pulmonar.

O nebulizador compressor elétrico, capaz de aspirar o ar ambiente, é a forma usual de uso doméstico.

Nebulizador portátil

O nebulizador portátil reúne vários tipos de nebulizadores, mas, em geral, é um tipo de nebulizador de tamanho pequeno.

O nebulizador portátil é geralmente para uso ambulatorial ou doméstico.

Sua principal característica é pode ser movido sem dificuldade. Eles possuem uma bateria e podem ser conectados à rede elétrica.

O objetivo é dar autonomia gratuita ao paciente que precisa de um nebulizador para o seu dia a dia.

O usuário pode ter um em sua casa, ou onde ele precisa, se ele vai fazer uma viagem ou ficar muitas horas fora de casa.

Nebulizador ultrassônico

Sua operação é baseada no efeito piezoelétrico :

Uma corrente elétrica de alta frequência é aplicada a um cristal de quartzo , o que resulta em uma vibração transmitida a um meio líquido e transmitida à substância a ser nebulizada, produzindo um efeito de vapor ou névoa.

Uma vez produzido, o aerossol é transportado por um fluxo de oxigênio ou ar em direção ao paciente.

Eles podem ser usados ​​para nebulização de salbutamol, mas não para corticosteroides ou antibióticos.

Atualmente, estes são os mais modernos do mercado. Seu tamanho é compacto, a maioria deles são nebulizadores portáteis.

Nebulizadores de malha

Nestes dispositivos, o aerossol é gerado passando o líquido através de uma malha.

Existem dois tipos: malha estática e malha vibratória.

No primeiro, malha estática, o dispositivo aplica uma pressão no líquido a ser nebulizado, para que ele passe pelos orifícios da malha.

No segundo, Malha vibratória, o líquido passa através da malha graças à sua vibração.

Eles são indicados em pacientes que requerem tratamento prolongado (mais de 6 meses), especialmente com antibióticos inalados.

Os nebulizadores raramente são indicados, tanto para tratamento crônico quanto em episódios agudos de asma.

Atualmente, sua indicação é recomendada em casos graves ou naqueles pacientes em que outros dispositivos não podem ser utilizados.

Sempre que possível, é recomendado para todas as idades usar inaladores de câmera na frente, devido ao seu maior conforto, eficácia, maior deposição pulmonar, menor tempo de permanência na sala de emergência e menor custo e risco de efeitos colaterais em crianças (taquicardia, tremores, etc.).

Converse com o seu médico para saber qual o melhor equipamento de acordo com a sua condição de saúde. 

Veja os melhores acompanhamentos para o almoço

Como os acompanhamentos são frequentemente considerados pequenos e inofensivos, não é incomum entrar em qualquer tipo que o coração desejar. Entendo perfeitamente esse raciocínio, mas a lógica é bastante falha se você pensar bastante sobre isso. Quando você come uma porção enorme de qualquer alimento, ele deixa de ser um lado e se torna um prato principal. Optar por alimentos ricos em calorias e gorduras também estraga qualquer intenção bem-intencionada de comer uma refeição bem equilibrada. Para ajudá-lo a permanecer na pista, esteja você cozinhando em casa ou comendo fora, aqui está uma lista de acompanhamentos que fazem você se sentir bem com suas escolhas de vida – e alguns que devem ser evitados sempre que possível.

Mandioca frita crocante

Um aperitivo ou acompanhamento delicioso é a mandioca frita crocante. Essa receita é muito especial, tem um sabor que harmoniza desde um aperitivo para receber com os amigos, até como acompanhamento em almoços especiais. Quer aprender como deixar a mandioca sequinha e crocante? Confira aqui no site, vamos ensiná-lo a preparar essa receita.

Batata pequena temperada

A batata pequena temperada é uma receita muito encontrada em serviços de Buffet, self-service de restaurantes e ocasiões especiais. As batatinhas ficam deliciosas, bem macios e com um toque de temperos que deixa a receita especial. Quer saber como prepará-las? Confira aqui no Tudo na Cozinha.

Geléia de Uva

A geléia de uva é uma das favoritas de muitas pessoas, seja para acompanhar torradas, biscoitos, pães e incluir em algumas receitas, como exemplo, as tortas doces. O seu preparo é bem simples e pode ser conservada em potes de vidro.

Aprender como fazer uma deliciosa geléia de uva é ótimo para deixar as sobremesas e lanches da sua família, ainda mais saborosos. Os ingredientes utilizados são bem simples e não tem muito segredo. Você não tem tanta experiência na cozinha? Não se preocupe, essa receita é simples de fazer e seguindo o passo a passo como descrito, não tem erro.

Creme de ervilha com lombo e bacon

Não podemos negar que as receitas de caldos e cremes são ideais para os dias mais frios ou refeições noturnas. O creme de ervilha com lombo e bacon é uma receita deliciosa, que harmoniza muito bem em diversas ocasiões. Hoje aqui no Tudo na Cozinha, vamos ensiná-los como prepará-la.

Batata frita sequinha

Quer aprender a fazer uma batata frita sequinha igual a de lanchonetes famosas? Aqui no Tudo na Cozinha, vamos te contar qual é o segredo e ensiná-lo como preparar essa delícia.

Cebola Outback

Se tem uma receita deliciosa que ganhou o paladar de muitas pessoas, além de ter se tornado tão famosa a ponto de ser referência, é a cebola outback. Hoje aqui no Tudo na Cozinha, vamos ensiná-los a fazer esse delicioso petisco, confiram!

O preparo da cebola outback não é tão difícil quanto parece, até mesmo uma pessoa com pouca ou sem nenhuma experiência consegue preparar, através do passo a passo que ensinaremos aqui no site,

Patê de Atum

O patê de atum é um dos acompanhamentos mais simples de se preparar, são utilizados poucos ingredientes e é muito econômico. Hoje aqui no Tudo na Cozinha, vamos ensiná-lo como fazer essa receita, confira!

Essa é uma das receitas mais fácies, pois qualquer pessoa com pouca ou sem nenhuma experiência na cozinha, consegue prepará-la. Saiba quais os ingredientes utilizados em seu preparo e as principais dicas no passo a passo.

Banana à milanesa

Quem aí não gosta de comer uma banana à milanesa nos dias de feijoada ou ao almoçar em um restaurante, não é mesmo? A fruta é deliciosa e quando preparada desse modo pode acompanhar pratos salgados sem problema algum, afinal, muitos restaurantes fazem a receita e dá muito certo, pois as pessoas adoram.

Fazer a banana à milanesa é menos trabalhoso do que parece, não existe segredo, basta seguir o passo a passo com as dicas que daremos aqui no Tudo na Cozinha, que qualquer pessoa com pouca ou sem experiência na cozinha, consegue prepará-la.

Maionese caseira

A maionese caseira é um tipo de molho que pode ser usado no preparo de lanches, churrasco, entre outras receitas. Seu preparo é bem simples, depois de aprender o passo a passo, com certeza, você não irá mais comprar as vendidas no supermercado!

Anéis de cebola

Os anéis de cebola fazem sucesso em muitos restaurantes e bares, são um delicioso petisco para acompanhar aquela cervejinha no final de semana, ou, simplesmente, para sair da rotina e ter um tipo de receita nova para receber os amigos e família no final de semana, com um refrigerante geladinho.

Fazer os anéis de cebola é simples, pois a receita inclui poucos ingredientes e não tem segredos em seu preparo. O passo a passo é fácil de fazer e qualquer pessoa com pouca ou sem nenhuma experiência na cozinha, consegue fazer essa delícia. Veja essas e outras receitas em Tudo para Cozinha.

Cães podem comer maçãs?

Como diz o velho ditado, uma maçã por dia mantém o médico afastado, mas isso também é verdade para nossos companheiros peludos?

Como se vê, é! Os cães podem comer maçãs e são fantásticos, acessíveis, saudáveis ​​e com poucas calorias. Eles são uma boa fonte de vitamina A, vitamina C e fibra alimentar e também ajudam a manter os dentes de um cão limpos, além de refrescar o hálito.

Pesquisamos um pouco para descobrir mais sobre esse fruto maravilhoso.

Maçãs são boas para cães?

Maçãs não são ruins para cães, desde que o núcleo e as sementes sejam removidos. Além de saborosas, maçãs ou fatias de maçã são bons lanches com poucas calorias, fibras e antioxidantes para os nossos amigos caninos.

Os benefícios não são apenas para filhotes idosos ou cães com problemas de saúde. Para seu cão mais jovem e ativo, você pode dar-lhe maçãs pelos benefícios de seus antioxidantes e vitamina C, que alguns veterinários acreditam que ajudam em condições degenerativas, como doenças nas articulações, e na fibra, que pode contribuir para a saúde gastrointestinal geral . 

Cuidado com os efeitos colaterais

Como é o caso de qualquer alimento para o seu cão, as frutas sempre devem ser dadas com moderação.

Use maçãs para suplementar porções menores de sua comida normal e introduza frutas em sua dieta gradualmente.

Também é importante que você remova  todas as sementes de uma maçã antes de entregá-la ao seu cão. 

As sementes de maçã contêm cianeto e, embora algumas sementes provavelmente não prejudiquem o seu cão, comê-las com o tempo pode levar ao acúmulo de cianeto no sistema do seu cão, o que é bastante perigoso.

Como tal, você precisará descartar o núcleo da maçã – o que também representa um risco de asfixia – e cortar as frutas restantes em fatias para servir como um tratamento para o seu cão.

Lembre-se também de que todo cachorro é diferente e cada cão reage à comida de maneira diferente. Você pode criar um cão com problemas para digerir maçãs, então adicione lentamente maçãs à dieta do seu cão e avalie a reação do sistema dele antes de torná-lo um item básico. 

Se o seu cão tem diabetes ou câncer, lembre-se de que as maçãs contêm açúcar; converse com seu veterinário sobre o efeito que as maçãs podem ter no sistema e na saúde do seu cão.

Como servi-los

De fatias de maçã ao seu cão ou faça uma papa de maçã para misturar na comida do cachorro se ele for um filhote. Se quiser ficar um pouco mais chique, experimente uma receita real de maçã, como:

Cubos de molho de maçã caseiro

Ingredientes:

Maçãs (quantos você usa depende de quantos cubos de molho de maçã você gostaria de fazer)
Canela *

Instruções:

  • Descasque e retire as maçãs e corte-as em pedaços;
  • Coloque as maçãs em um espremedor ou liquidificador; mantenha a polpa.
  • Misture tudo, adicionando água conforme necessário para trazer a mistura à consistência do suco de maçã.
  • Adicione uma pitada de canela. *
  • Armazene o molho de maçã em bandejas de cubos de gelo para se divertir, refresque-se ou guarde-as em sacos congelados para descongelar e sirva posteriormente.

 

Dicas de como respirar melhor e evitar crises de bronquite asmática

Dicas de como respirar melhor e evitar crises de bronquite asmática

As doenças respiratórias acometem milhares de pessoas, como é o caso da bronquite asmática, muito comum em crianças e adolescentes, sendo preciso realizar tratamentos para evitar complicações e melhorar a qualidade de vida dos mesmos. Conheça as dicas de como respirar melhor e evitar crises de bronquite asmática, aqui neste artigo.

Dicas para evitar crises de bronquite asmática

Para respirar melhor e evitar crises de bronquite asmática é necessário realizar os cuidados orientados pelo médico, os quais envolvem medicação e mudanças simples na rotina do dia-a-dia. Além disso, alguns equipamentos médicos, como o oxímetro de pulso, é essencial carregar na bolsa, a fim de verificar o nível de oxigênio no sangue e como está nossa respiração.

Confira a seguir as principais dicas para evitar crises de bronquite asmática:

Os sintomas da asma podem ser substancialmente reduzidos, evitando gatilhos e substâncias que irritam as vias aéreas, do seguinte modo:

          Cubra as camas com coberturas “anti-alérgicas” para reduzir a exposição a ácaros.

          Remova os tapetes e aspire a casa regularmente.

          Use apenas detergentes e materiais de limpeza sem perfume em casa.

          Mantenha os níveis de umidade baixos e corrija vazamentos.

          Mantenha a casa limpa e os alimentos em recipientes na geladeira. Isso ajuda a reduzir a possibilidade de baratas, que podem desencadear ataques de asma em algumas pessoas.

          Se uma pessoa é alérgica a um animal, ele deve ser mantida do lado de fora. Nas saídas de aquecimento, coloque um material de filtro para prender os pêlos dos animais.

          Fumantes devem se atentar a fumar do lado de fora da casa. Esta é a coisa mais importante que uma família pode fazer para ajudar uma pessoa com asma.

          Pessoas com asma também devem evitar a poluição do ar, pós industriais e outros vapores irritantes, tanto quanto possível.

          Utilize umidificador de ar no quarto.

          Use a bombinha para asma e medicações de acordo com as instruções médicas.

Quais são as possíveis complicações da bronquite asmática?

  • Internações graves de crise.
  • Diminuição da capacidade de se exercitar e fazer parte de outras atividades.
  • Falta de sono devido a sintomas noturnos.
  • Alterações permanentes na função pulmonar.
  • Pneumotórax.
  • Pneumonia.
  • Dificuldade em respirar que requer assistência respiratória (respirador).

Quando devo entrar em contato com o médico ou ir à emergência emergências?

Procure um médico nos seguintes casos:

  • Os sintomas pioram ou não melhoram com o tratamento.
  • Há dificuldade respiratória ao falar.
  • A medição de vazão máxima é inferior a 80% e superior a 50% no oxímetro de pulso.

Casos de emergência:

  • Sonolência, confusão, desorientação.
  • Dificuldade em respirar seriamente em repouso.
  • Dor no peito severa.
  • Coloração azulada dos lábios e rosto.
  • Desconforto respiratório extremo
  • Pulso rápido
  • Ansiedade intensa devido a dificuldade respiratória.
  • Sudorese.

Não negligencie os sintomas ou se auto-medique, vá diretamente ao hospital mais próximo ou médico de confiança.

Quais são as vacinas do bebê até 1 ano de idade

Quais são as vacinas do bebê até 1 ano de idade

A vacinação infantil é uma etapa de extrema importância na vida do bebê, já que nessa fase da vida as crianças estão tão expostas aos vírus e bactérias do meio externo.

Por isso, se você é mamãe e já contratou um plano de saúde Bradesco para proteger o seu pequeno, mas tem dúvidas sobre quais vacinas são necessárias até um ano de idade, confira o artigo de hoje e tire suas dúvidas!

Quais são as primeiras vacinas ao nascer?

Assim que seu bebê chega ao mundo, é o momento de dar a ele duas vacinas, a BCG e a de Hepatite B.

A BCG é uma dose única que previne contra as formas mais graves de tuberculose, uma doença infecciosa pulmonar que pode atingir outras partes do corpo se não for tratada.

A primeira dose contra Hepatite B é tomada nesta fase e ela previne contra uma infecção grave no fígado que provoca fortes dores no corpo, vômito, febre e mal-estar.

Vacinas do bebê com dois meses

Assim que o bebê faz dois meses, a primeira dose da vacina pentavalente deve ser aplicada, pois ela previne contra o tétano, difteria, coqueluche, hepatite B e outras infecções que sejam causadas pela bactéria Haemophilus influenzae.

Outra vacina indispensável neste momento é a VIP, Vacina Inativada de Poliomielite, que consiste em uma vacina com o vírus morto da poliomielite, o que incentiva o corpo do bebê a produzir anticorpos contra ele, evitando o contágio da doença futuramente.

A poliomielite é a principal causadora da paralisia infantil e ela é recomendada em três doses pela gravidade da doença.

Com dois meses o bebê também deve tomar a primeira dose da Pneumocócica, uma vacina desenvolvida para proteger diversas doenças relacionadas à bactéria Streptococcus pneumoniae, que atinge o pulmão.

Por último, a vacina contra Rotavírus é administrada, a fim de proteger contra uma doença que causa diarréia acentuada e ininterrupta, devendo ser tomada em duas doses.

Vacinas do bebê com 3, 4 e 5 meses

Nos três meses de vida do bebê, é necessário administrar a primeira dose da Meningocócica, vacina dedicada a proteger contra a doença proveniente da bactéria meningococo C, conhecida popularmente como meningite.

No quarto mês de vida o bebê apenas precisa tomar a segunda dose das vacinas citadas anteriormente: pentavalente, contra poliomielite, Pneumocócica e Rotavírus. No quinto mês é aplicada a segunda dose da Meningocócica.

Quais vacinas o bebê precisa com 6 meses?

Com seis meses, são aplicadas apenas as terceiras doses das seguintes vacinas: pentavalente, poliomielite e pneumocócica.

Ao fazer 6 meses, o bebê também pode receber uma segunda dose da vacina BCG, mas fica a critério do médico que o acompanha.

Vacinas com 9 meses

Aos 9 meses, o bebê já está praticamente protegido contra diversos doenças, se todas as vacinas tiverem sido administradas corretamente até então.

Neste momento, é necessária a aplicação apenas da dose contra febre amarela, uma doença infecciosa grave e de fácil ocorrência no Brasil, já que é causada pelo mosquito Aedes aegypti, que tem muita presença em países de clima subtropical como o nosso.

Vacinas do bebê com 1 ano

Com 12 meses de vida, chega o momento do bebê tomar a vacina Tetra Viral, que previne contra três doenças: caxumba, sarampo, rubéola e varicela, que são, em geral, doenças bastante graves e que há alguns anos poderiam ser fatais devido à falta da prevenção.

A segunda dose da Tetra Viral é aplicada aos 15 meses.

Neste momento também é aplicado um reforço da Pneumocócica e a primeira dose contra Hepatite A, uma doença de fácil transmissão por alimentos contaminados ou água não filtrada.

Esclarecemos sua dúvida? Caso ainda tenha alguma vacina que você não sabe qual é o momento certo de tomar, deixe seu comentário!

A importância de adotar uma alimentação equilibrada

A importância de adotar uma alimentação equilibrada

Quem nunca ouviu a frase “você é o que come”? Então, exageros à parte, podemos dizer que nossa saúde, realmente, reflete nossa alimentação.  Por isso, é fundamental procurar levar um estilo de vida saudável, esse site irá te ajudar  com uma alimentação equilibrada.

Exercícios regulares, entre outros fatores, para podermos viver melhor, com mais saúde e, portanto, melhor qualidade de vida.

 

O que é uma alimentação equilibrada?
Então, partindo do princípio de que o ideal é manter uma alimentação equilibrada, é preciso, primeiramente, entender o que isso quer dizer.

O termo equilibrada vem da palavra equilíbrio, que quer dizer, “proporção harmoniosa, harmonia; estabilidade emocional e mental; controle, autocontrole, autodomínio; igualdade de quantidade, sem exceder para mais ou para menos; afastamento de qualquer excesso.

Assim, podemos definir uma alimentação equilibrada como uma dieta que oferece ao organismo os nutrientes que ele necessita para funcionar harmoniosamente, apropriadamente.

Mas, vale saber que esse termo, alimentação equilibrada, não se refere somente a equilibrar a quantidade de calorias que são consumidas diariamente, a fim de evitar o aumento de peso, mas também, de escolher alternativas saudáveis de cada grupo alimentar para, justamente, dar ao corpo os nutrientes que ele necessita.

Dessa forma, uma alimentação para ser equilibrada, deve conter água, carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, fibras e sais minerais, sem tirar nenhum desses grupos alimentares.

Uma dica é procurar deixar o prato o mais colorido possível, dessa forma, irá variar os alimentos, o que é fundamental para repor todas as vitaminas que perdemos diariamente.

Como ter uma alimentação equilibrada em meio a uma rotina corrida

Então, certamente, muitos devem estar achando ser impossível manter uma alimentação equilibrada em meio á nossas rotinas, cada vez mais corridas. O fato é que não é. Para isso basta se organizar e ter disciplina.

Pois é, tendo uma rotina corrida, ou não, todo mundo precisa se alimentar, não é mesmo? E é preciso priorizar a boa alimentação, não a dieta, a alimentação equilibrada dele deve fazer parte de nossa rotina, justamente, para promover mais saúde, garantir um melhor desempenho físico, controlar o peso corporal.

É preciso ter em mente que o alimento é essencial para que o organismo desenvolva corretamente as suas funções.

A primeira dica é sempre de manhã fazer uma vitamina de banana

A outra dica é substituir biscoitos ou bolachas por frutas, mas sem radicalizar, trocar a farinha branca pela integral, e isso vale para o consumo de bolos, pães e massas. Não pesar não mão no consumo de sal e açúcar, aliás, se puder evitar, é melhor.

Por fim, a dica é nunca radicalizar, ao invés de cortar alimentos, moderar no seu consumo, por exemplo, deixando os doces para os fins de semana.

A importância da alimentação equilibrada

Muitos devem estar se perguntando: afinal, qual a importância de ter uma alimentação equilibrada?

Como já foi dito, o organismo precisa dos nutrientes que vêm dos alimentos, o que só é possível através de uma alimentação que priorize todos os grupos alimentares, sem excluir nenhum, evitando problemas como fadiga, baixo desempenho, doenças e infecções.

E não é só isso, segundo o Center for Science in the Public Interest  (Centro para Ciência no Interesse Público, tradução livre), dos Estados Unidos, as quatro maiores causas de morte do país – doença no coração, diabetes, câncer e acidente vascular cerebral (AVC) – estão diretamente influenciadas pela alimentação.

Portanto, a dica é procurar equilibrar sua alimentação, comendo de tudo, mas com moderação e, de preferência, preparando você mesma suas refeições.

Quer dicas de receitas variadas? Acesse Receitas Preferidas e confira.

Enfim, procure estabelecer uma alimentação equilibrada, e não restritiva, dessa forma irá garantir muito mais saúde e disposição.